Cuidados dos Olhos Diabetes tipo 1 Diabetes tipo 2 SAÚDE

DIABETES E A SÍNDROME DO OLHO SECO

olho seco em quem tem diabetes
Dr. César Giral
Escrito por Dr. César Giral

A Síndrome do Olho Seco é uma das doenças oftalmológicas mais comuns. Apenas nos Estados Unidos, acredita-se que cerca de 3,5 milhões de mulheres e 1,9 milhões de homens com mais de 50 anos de idade são afetados. Estudos médicos mostram que 5 em cada 10 pessoas com Diabetes têm a Síndrome do Olho Seco.

A Síndrome do Olho Seco é uma condição cujo desenvolvimento e gravidade são influenciados por diversas variáveis, como se segue:

• Idade

• Sexo

• Condições ambientais (mudanças relacionadas com o clima, o uso de ar condicionado, computadores e outros aparelhos eletrônicos durante longos períodos de tempo);

• Condições pré-existentes (como diabetes, problemas de tireoide e hipertensão);

• Os tratamentos médicos (incluindo tratamentos para a depressão ou ansiedade);

• Uso de lentes de contato e cirurgia refrativa;

• Fumar;

Os sintomas do olho seco incluem:

• Sensação de corpo estranho no olho com coceira;

• Aspereza / sensação de areia nos olhos;

• Sensação de ardência e queimação na superfície ocular;

• Secura;

• Uma forte dor ocasional (como se o olho fosse picado por um objeto pontiagudo);

• Vermelhidão

• Olho lacrimejante;

• A formação de crostas nos cílios;

• Dificuldade para abrir os olhos pela manhã;

• Visão embaçada;

• Intolerância à luz (fotofobia);

 

O Olho Seco pode ter diferentes níveis de gravidade, no entanto, existem inúmeras e bem sucedidas alternativas para o seu tratamento. Nos casos leves, o uso de lágrimas artificiais, sem conservantes (geralmente vendidos sem receita médica), 4 ou mais vezes por dia, a aplicação de calor no local (compressas de água quente nos olhos fechados, duas vezes por dia durante 5 a 10 minutos) e higiene adequada dos olhos (limpar suavemente as superfícies), juntamente com a ingestão de Omega 3, 6 e 9 como suplemento nutricional, normalmente aliviam e controlam os sintomas. Casos moderados a graves devem ser tratados por um oftalmologista.

Pessoas com Diabetes devem ter em mente que – no mínimo – uma avaliação anual com um oftalmologista é estritamente necessária. As avaliações mais frequentes podem ser necessárias nos casos em que tenha sido observada alguma alteração na retina. O oftalmologista é o profissional indicado para fazer o diagnóstico e tratamento do olho seco.

Devemos ter em mente que não há melhor tratamento médico do que a prevenção. Este é, sem dúvida, o melhor e mais bem sucedido remédio!

 

problemas nos olhos de diabeticos

comments

Sobre o autor

Dr. César Giral

Dr. César Giral

Cirurgião Oftalmologista, Defensor do Diabetes, Executivo de New Mídia e Entusiasta em Mídia Social. Como cirurgião profissional por mais de 20 anos, Cesar escreve seus artigos com um olho clínico e nos fornece informação profissional e atualizada sobre o diabetes.

3 Comentários

Adiciona um comentário