Cuidados dos Olhos Diabetes tipo 1 Diabetes tipo 2 SAÚDE

RETINOPATIA DIABÉTICA – SAIBA COMO SE PREVENIR

prevenir retinopatia diabetica
DiabeTV Brasil
Escrito por DiabeTV Brasil

As complicações nos olhos são muito comuns para as pessoas com diabetes. Aproximadamente, cerca de 9 em cada 10 diabéticos sofrem de algum tipo de complicação ocular. A principal causa de cegueira no mundo é devido à retinopatia diabética (RD), causada por uma degeneração dos vasos sanguíneos dos olhos. Existem vários graus de RD, os quais devem ser levados em consideração, a fim de evitar as complicações e agravamentos da doença, como a cegueira. Vamos dar uma olhada nos fundamentos da retinopatia diabética e ver como podemos evitar que certas complicações aconteçam com você.

A retinopatia diabética é uma complicação derivada de anos sem o controle dos níveis de glicose no sangue. De um modo geral, a Retinopatia Diabética é uma condição em que os vasos sanguíneos associados à retina são danificados. A retina é composta de uma camada fina de tecido sensível à luz que reveste a parte de trás do olho. Quando a luz entra no olho, centra-se na retina e esta transmite os sinais para a produção das imagens que vemos. A retinopatia diabética pode ser dividida em quatro fases distintas:

  • Retinopatia não proliferativa suave
  • Retinopatia não proliferativa moderada
  • Retinopatia não proliferativa severa
  • Retinopatia proliferativa

Os estágios iniciais da retinopatia normalmente não apresentam sintomas. No entanto, alguns sintomas progressivos incluem:

  • Visão turva
  • Manchas ou linhas escuras em sua visão
  • Dificuldade com a percepção de cores
  • Espaços ou vazios escuros em sua visão

De um modo geral, existem dois tipos de Retinopatia Diabética: Retinopatia Diabética Não Proliferativa (RDNP) e Retinopatia Diabética Proliferativa (RDP). A Retinopatia Diabética Não Proliferativa (RDNP) pode ser subdividida. O caso mais suave ou leve de RDNP é o primeiro estágio da retinopatia e é normalmente definida quando os vasos da retina começam a inchar levemente. Nesta fase, micro aneurismas podem ocorrer nesses vasos. A RDNP Moderada é a fase em que alguns dos vasos sanguíneos inchados do olho ficam bloqueados, impedindo o transporte de sangue à retina. A RDNP Severa é quando um grande número de vasos fica bloqueado resultando na geração de novos vasos sanguíneos no olho.

O problema com esses novos vasos sanguíneos é que eles não são tão fortes quanto os originais em seus olhos. Normalmente, o aparecimento de novos vasos sanguíneos recém-adquiridos no olho significa o início de Retinopatia Diabética Proliferativa. Esses vasos, por serem fracos, possuem maiores chances de vazar (especialmente se você possui pressão alta e diabetes não controlado), cobrindo a retina (você começa vendo manchas ou pintas flutuantes) ocasionando perda severa da visão e até mesmo cegueira. Se você notar qualquer um destes pontos ou manchas na sua visão, converse com o seu médico imediatamente.

A melhor maneira de lidar com a Retinopatia Diabética é tentar evitar completamente que ela ocorra. Visite o seu oftalmologista e agende um exame de vista pelo menos uma vez ao ano. Os testes podem incluir:

  • Teste de acuidade visual
  • Exame de dilatação da pupila
  • Tonometria

Estes testes serão capazes de dizer ao seu médico muito sobre a condição de seu olho e o que você precisa fazer a fim de adiar ou prevenir o agravamento da retinopatia. Se você já apresenta sinais de retinopatia, existem tratamentos a laser que podem ajudar com o vazamento de determinados vasos e consequentemente prevenir a ocorrência de cegueira. Se você possui dúvidas sobre a retinopatia ou qualquer outra preocupação a respeito dos seus olhos, recomendamos que você converse com o seu médico ou especialista!

comments

Sobre o autor

DiabeTV Brasil

DiabeTV Brasil

4 Comentários

    • Olá Lidia.
      A questão da cirurgia bariatrica para curar o diabetes ainda não está bem esclarecida. Porém, os resultados iniciais são muito promissores, já que cerca de 78% daqueles que recorreram à operação, viram o seu diabetes tipo 2 entrar em remissão e 87% deles experimentaram uma melhoria nos níveis de glicose no sangue – e tudo isso antes mesmo de ocorrer a perda de peso. Mas lembre-se este procedimento é cirúrgico e uma cirugia sempre tem seus riscos, sendo o paciente diabético ou não. O importante é conversar com seu médico e juntos decidirem se esta é a melhor opção para você. Temos um artigo sobre este assunto. Leia >> http://blogbr.diabetv.com/?p=3976
      Conte-nos se você decidiu fazer…
      Obrigada pelo contato! Forte abraço!

Adiciona um comentário