Diabetes tipo 2 DICAS EMOÇÕES SAÚDE

DIABETES E SAÚDE: CONTROLANDO O ESTRESSE

como controlar situacoes estressantes
Dra. Maritza Bendayan

A tensão é determinada pelo significado que damos ao motivo ou pessoa que nos estressa. O que é estressante para alguns pode ser excitante para outros.

Sentir-se estressado nem sempre é uma coisa ruim. Situações estressantes podem ajudar a motivá-lo a resolver problemas rapidamente e concluir seu trabalho na hora certa.

Mas, se o estresse causar angústia ou ansiedade, você deve saber como lidar com ele adequadamente.

Para isso, recomendamos as seguintes estratégias:

A) Mudar gradualmente as percepções sobre as situações da vida e como tratá-las. Em chinês, a palavra CRISE é composta por dois caracteres, o que, separadamente, significa “PERIGO” e “OPORTUNIDADE”. Cada problema que encontramos na vida pode ser visto como uma oportunidade de mostrar que podemos lidar com situações adversas.

B) Você deve aprender a estabelecer metas.

Desta maneira:

1. Não trabalhar em mais de uma ou duas coisas ao mesmo tempo, estabelecer prioridades pode ajudar a focar a sua energia.

2. Para que seus objetivos sejam alcançados, eles devem ser específicos.

3. Eles devem ser positivamente estabelecidos.

4. A realização de seus objetivos deve estar sob seu controle, não as circunstâncias.

5. Tenha em mente que seus objetivos são diferentes dos resultados. O sucesso ou fracasso são resultados, não um objetivo. Estes devem ser medidas a serem tomadas, a fim de ser feliz ou bem sucedido.

6. Ao definir seus objetivos, você deve usar o verbo “QUERER” em vez de “DEVER”. Por exemplo: “Eu quero um novo emprego” e não “Eu devo me exercitar mais”.

Quando as metas são um “QUERER”, nós trabalhamos a favor deles e isso pode se tornar um desafio.

Quando eles são “DEVER”, você provavelmente se sentirá pressionado a alcançá-los.

DESAFIOS são maneiras de estresse positivo.

PRESSÕES são maneiras de estresse negativo.

7. Quando um objetivo é identificado, um plano deve ser desenvolvido. Como esse plano está sendo executado, os obstáculos vão surgir e teremos que ultrapassa-los.

comments

Sobre o autor

Dra. Maritza Bendayan

Dra. Maritza Bendayan

Ela é psicóloga clínica, com especialização em psicoterapia cognitivo-comportamental. Possui mais de 30 anos de experiência fazendo parte de equipes multidisciplinares para o gerenciamento de Conduta, Desenvolvimento e Neurociência Infantil; Endocrino-pediatría, controle do Diabetes e Obesidade.

2 Comentários

Adiciona um comentário