Conceito Básicos Diabetes tipo 1 Diabetes tipo 2 Estilo de Vida SAÚDE

O PÂNCREAS – COMO FUNCIONA?

qual a funcao do pancreas
Dra. Maritza Bendayan

O pâncreas é um órgão essencial localizado no abdómen e faz parte do sistema digestivo. Ele secreta enzimas digestivas que ajudam a quebrar os alimentos ingeridos para facilitar a digestão. Talvez ainda mais importante, o pâncreas produz o hormônio insulina, que tem um papel importante na regulação do nível de glicose no sangue. Apesar de sua importância, o pâncreas é um órgão anônimo, que passa despercebido a menos que algo esteja terrivelmente errado com ele. E, mesmo assim, você não vai ao médico e diz: “Doutor, meu pâncreas dói “. No entanto, existem sinais clínicos que podem fazer você suspeitar de que seu pâncreas não está funcionando bem. Por exemplo, uma intensa dor abdominal que se irradia para as costas, náuseas, vômitos, aumento do batimento cardíaco e inchaço podem ser indicativos de problemas no pâncreas. Outros sintomas incluem a icterícia, um a pele e os olhos tornam-se amarelos, sem nenhuma dor, perda de apetite, manchas escuras ao redor do umbigo, e oscilações acentuadas no açúcar do sangue.

O pâncreas é um órgão alongado localizado atrás do estômago, na parte de trás do abdômen. A cabeça do pâncreas é a maior parte e está no lado direito do abdômen, onde o estômago é ligado ao duodeno. A cauda do pâncreas – a sua parte mais estreita – se estende para o lado esquerdo do abdômen, ao lado do baço. O restante ou o corpo do pâncreas é composto por centenas de milhares de células endócrinas conhecidos como Ilhotas de Langerhans. Esse grupo especial de células produz dois importantes hormônios, insulina e glucagon- reguladores do metabolismo do açúcar no sangue. Neste caso, o pâncreas funciona como uma glândula endócrina, onde hormônio insulina, produzido pelas células beta, facilita a absorção celular de glicose, permitindo a sua fácil utilização para fins anabólicos enquanto o glucagon produzido nas células alfa, estimula a síntese de glicose em jejum para manter níveis normais de glicose no sangue. A maior parte do pâncreas – cerca de 95% – é tecido exócrino, que produz enzimas pancreáticas para auxiliar na quebra dos carboidratos, gorduras e proteínas. Um pâncreas saudável produz cerca de um litro destas enzimas todos os dias.

Infelizmente, o câncer também pode se desenvolver no pâncreas. Pessoas notáveis​​, como Steve Jobs, o gênio da Apple, e o vencedor do Prêmio Nobel de Medicina Ralph Steinman, não resistiram ao câncer de pâncreas. Muitas vezes, é difícil para os médicos apontarem uma causa exata para o câncer de pâncreas, e os sintomas podem não aparecer até que o câncer esteja em estágio avançado, o que torna mais difícil se obter sucesso no tratamento.

Por outro lado, tal como indicado anteriormente, a função do pâncreas no diabetes é enorme. No caso do diabetes tipo 1, devido a distúrbios do nosso próprio sistema imunológico que ataca o pâncreas, as suas células beta deixam de produzir insulina suficiente para regular os níveis de glicose. No diabetes tipo 2, o pâncreas perde progressivamente sua capacidade de produzir insulina nas quantidades necessárias para eliminar a glicose absorvida após as refeições, fazendo com que as concentrações de açúcar no sangue subam.

A melhor maneira de manter um pâncreas saudável, seria a ingestão de uma dieta com poucas gorduras, e muitas frutas e legumes. Também seria de extrema importância não fumar e, se consumir álcool, que seja com moderação.

comments

Sobre o autor

Dra. Maritza Bendayan

Dra. Maritza Bendayan

Ela é psicóloga clínica, com especialização em psicoterapia cognitivo-comportamental. Possui mais de 30 anos de experiência fazendo parte de equipes multidisciplinares para o gerenciamento de Conduta, Desenvolvimento e Neurociência Infantil; Endocrino-pediatría, controle do Diabetes e Obesidade.

Adiciona um comentário