Conceitos Básicos Controle do Peso Controle do Peso Diabetes tipo 1 Diabetes tipo 2 EMOÇÕES Estilo de Vida EXERCÍCIO NUTRIÇÃO Outras Enfermidades SAÚDE

MUDANÇA DE PARADIGMA NO ENFOQUE DA OBESIDADE

combatendo a obesidade
Dra. Maritza Bendayan

A obesidade é uma desordem complexa que representa o impacto de forças de origem fisiológica, psicológica, social e situacional.

Existe consenso em considerá-la como uma condição crônica, na qual, ao ser combatida com dietas isoladas, a recuperação rápida do peso é uma regra e não uma exceção. Com consequências previsíveis, tais como:

Por esta razão foi proposta uma mudança no paradigma, uma maneira diferente de enfocar velhos problemas.

Refiro-me a um modelo de colaboração que enfatiza:

— A Mudança de Atitude

— Modificação e Estilo de Vida

— Trabalho em Equipe com profissionais qualificados

Trata-se de um modelo no qual o indivíduo aprende a ter mais responsabilidade por seu plano de tratamento e nós, profissionais, aprendemos a assumir papéis de orientadores e conselheiros, levando em conta que a mudança não pode ser imposta, mas sim deve ser facilitada.

Em primeiro lugar, isto não parece ser novo, mas seguem surgindo Gurus e Dietas da Moda, as quais as pessoas seguem por acreditarem ser a salvação.

Ao contrário, uma dieta deve ser abordada por uma equipe interdisciplinar composta por um endocrinologista, um nutricionista e um psicólogo especializado em comportamento. O tratamento deve ser individualizado e permitir que a pessoa seja capaz de recuperar gradualmente o controle de sua vida.

O trabalho do psicólogo é baseado nas teorias do professor da Universidade de Stanford, na Califórnia, psicólogo Albert Bandura, que postulou a necessidade de desenvolver no indivíduo um senso de auto-eficácia, ou seja, a crença na sua própria capacidade, para que possa mobilizar os seus recursos cognitivos e motivacionais necessários para mudar o seu comportamento habitual e aumentar suas expectativas de eficácia pessoal. Lembrando que essas expectativas desempenham um papel decisivo em:

Quando se fala de mudanças no comportamento habitual, contamos com padrões de comportamento aprendidos como exercícios e alimentação, e como tais podem ser modificados.

O tratamento deve ter ênfase em diminuições graduais e intervenções psicológicas em nível individual e de grupo, para facilitar comportamentos alimentares adequados e atividade física; além da formação de estratégias de gestão de estresse, essencial nestes casos.

comments

Sobre o autor

Dra. Maritza Bendayan

Dra. Maritza Bendayan

Ela é psicóloga clínica, com especialização em psicoterapia cognitivo-comportamental. Possui mais de 30 anos de experiência fazendo parte de equipes multidisciplinares para o gerenciamento de Conduta, Desenvolvimento e Neurociência Infantil; Endocrino-pediatría, controle do Diabetes e Obesidade.