Carboidratos Conceito Básicos Conceitos Básicos Controle do Peso Controle do Peso Diabetes tipo 1 Diabetes tipo 2 Gorduras Lácteos Minerais NUTRIÇÃO Proteínas SAÚDE Saúde Cardiovascular Sistema Digestivo Vitaminas

LEITE: BOM OU RUIM PARA OS DIABÉTICOS?

leite para diabeticos
DiabeTV Brasil
Escrito por DiabeTV Brasil

O leite é uma bebida controversa, no mínimo. Durante décadas todos nós ouvimos falar que o leite é um componente essencial em uma alimentação saudável. Preocupações recentes sobre as propriedades destes alimentos, no entanto, têm dúvidas sobre a sua real necessidade. Embora o leite tradicional seja rico em seu conteúdo nutritivo, é também rico em gorduras, em um componente alérgico alimentar comum (intolerância à lactose), e foi relacionado ao desenvolvimento de diabetes em crianças. Neste post, iremos fornecer algumas alternativas para o leite de vaca, e também apresentar uma visão geral sobre as diferenças entre cada um.

Leite integral tradicional ou qualquer variedade de baixo teor de gorduras, como o leite desnatado é uma bebida poderosa, repleta de grandes quantidades de proteínas, carboidratos e gorduras. Ele também contém uma grande quantidade de vitaminas e minerais tornando-se um alimento nutricionalmente rico. A desvantagem deste produto lácteo delicioso, especialmente no caso do leite integral, é o seu alto teor de gorduras, o que desperta preocupações sobre a possibilidade da bebida aumentar os níveis de colesterol, e desenvolver doenças cardíacas. Além disso, uma determinada proteína caseína encontrada no leite, conhecida como A1 beta-caseína, é suspeita de causar o desenvolvimento de diabetes tipo 1 em crianças pequenas, embora estas alegações ainda têm de ser totalmente fundamentadas. Por outro lado, existem estudos que indicam que os produtos lácteos desnatados, em geral, podem ser eficazes na prevenção da ocorrência de diabetes tipo 2. Pesquisadores sugerem que um ácido graxo encontrado no leite chamado ácido trans-palmitoléico, reduz o risco do indivíduo se tornar resistente à insulina.

Recentemente, laticínios produzidos a base de amêndoas têm feito progressos no mercado de alimentos. O Leite de amêndoas é rico em uma variedade de nutrientes, particularmente em alguns que são importantes e difíceis de encontrar tais como potássio, magnésio, selênio, manganês e vitamina E. Embora naturalmente falte vitamina D ou cálcio, muitas marcas desses produtos podem ser fortificadas com estes componentes, sem perder seu conteúdo nutricional. Este leite contém gordura assim como a sua versão original; no entanto, a maior parte é gordura insaturada que ajuda a diminuir o colesterol e reduzir a sua chance de desenvolver doenças cardíacas. A única coisa que se deve estar preocupado em relação aos produtos a base de amêndoas é uma possível reação alérgica, já que as frutas oleaginosas são consideradas um alergênico alimentar comum.

Leite de soja é outra alternativa popular para substituir o leite de vaca. O que é surpreendente sobre esta bebida feita a partir de uma pequena leguminosa é que contém mais proteínas e cálcio do que o leite tradicional de vaca. Além disso, é uma fonte rica em antioxidantes, fibras, magnésio e ferro. Tudo isso aliado ao fato de que a soja é um alimento de baixo índice glicêmico, o que a torna uma excelente opção para os diabéticos que procuram controlar seus níveis de glicose no sangue. O incrível teor de proteínas encontrado nesta leguminosa também reduz os níveis de colesterol, e deixa as pessoas com uma sensação de grande saciedade depois de consumi-la.

No entanto, a questão da soja também é um pouco controversa. Para começar, como o leite tradicional, esta leguminosa é considerado um alergênico alimentar comum, tornando-se assim, proibida para alguns indivíduos. Outras preocupações incluem a possibilidade de serem uma das causas de problemas de tireoide, e que contém grandes quantidades de substâncias naturais de plantas, como oxalatos e fitatos. Quando qualquer um destes é acumulado no corpo, pensa-se que eles podem interferir na absorção de muitos nutrientes. Oxalatos, em particular, sabe-se que causam transtornos em pessoas que têm problemas pré-existentes no rim ou vesícula biliar.

Qual o tipo de leite é o melhor para cada indivíduo depende principalmente de suas necessidades de saúde individuais. Todos estes fornecem seus próprios benefícios em diferentes aspectos. Relembrando… Deve-se sempre consultar um médico ou nutricionista antes de fazer quaisquer mudanças drásticas em suas dietas, e ter em mente que cada um desses leites é derivado de alimentos alergênicos comuns, que podem causar efeitos adversos, quando consumidos.

comments

Sobre o autor

DiabeTV Brasil

DiabeTV Brasil

1 comentário

  • O leite de soja nao é bom, tem fitato que depleta minerais no nosso corpo, provavelmente é usada a transgenica, e o pior tem hormonio semelhante ao feminino podendo causar impotencia!
    Nao deve ser dado para crianças tambem! Vejam o artigo ‘ porque nao soja!

Adiciona um comentário