Diabetes tipo 2 Medicina Alternativa SAÚDE Tratamentos

MEDICINA ALTERNATIVA E DIABETES: GYMNEMA SYLVESTRE

medicina alternativa para diabetes

Tenho certeza que muitos de nossos leitores estão familiarizados com a medicina Ayurveda, mas para ficarmos na mesma frequência, vamos lembrar que esta é uma das formas mais antigas da medicina no mundo, tem sua origem na Índia e faz parte do sistema de saúde universal desde então. A Medicina Ayurveda se concentra principalmente em promover saúde e não na cura da doença e, portanto, é uma ferramenta muito conhecida na prevenção. Oferece um conceito abrangente e compreensivo que completa a terapia tradicional ou alopática.

Entre as muitas ervas, plantas, raízes, etc., que fazem parte dos tratamentos Ayurvéticos há uma que vamos tratar hoje por ser muito eficaz na redução dos níveis de açúcar no sangue, bem como no controle do colesterol e triglicérides em casos de diabetes tipo I e II, ou em casos de síndrome metabólica.

Esta erva é chamada de “Gymnema Sylvestre”, que cresce como uma trepadeira, com folhas triangulares e flores amarelas brilhantes. Esta maravilhosa planta tem demonstrado, em muitos estudos científicos, ser muito eficaz no controle dos níveis de açúcar no sangue de uma forma diferente em comparação com o resto dos medicamentos conhecidos como os hipoglicemiantes orais. Esta planta consegue baixar os níveis de açúcar no sangue devido à sua capacidade de aumentar gradualmente os níveis de insulina em pessoas com diabetes tipo II. Mais impressionante ainda é a sua eficácia em casos de diabetes tipo I, onde se tem uma incapacidade de produzir insulina pelo dano causado nas células Beta das ilhotas pancreáticas.

No caso de diabetes do Tipo I o efeito positivo da Gymnema Silvestre é devido à sua capacidade de regenerar as células Beta e, assim, reativar a produção de insulina nos casos em que esta ação tenha sido totalmente deteriorada. Como você pode perceber, esta erva tornou-se uma ferramenta importante no tratamento do diabetes, juntamente com as medidas tradicionais que a medicina tem oferecido.

Mas os benefícios da Gymnema Sylvestre não param por aí. Estudos científicos em populações selecionadas também têm mostrado que esta planta é capaz de reduzir o colesterol e os níveis de triglicérides. Essas condições frequentemente coexistem com diabetes e podem complicar o quadro e, muitas vezes tornam-se a mais comum das doenças metabólicas: Síndrome X ou Síndrome Metabólica.

A planta de Gymnema não só ajuda a diminuir os níveis de glicose pré e pós prandial (relativo às refeições), mostrando maior efeito no segundo caso; mas ainda pode-se observar uma diminuição na hemoglobina glicada (HbA1C) e, portanto, nos efeitos crônicos que o diabetes pode ter em outros órgãos, como a retina ou a circulação periférica.

Algumas formulações do Gymnema também estão sendo usadas para tratar a obesidade e o excesso de peso, principalmente nas versões em extrato. Nestes casos, a planta atuaria retardando a velocidade de absorção dos carboidratos, resultando na melhor capacidade dos receptores de açúcar nos tecidos em controlando os picos do binômio glicose/insulina, responsáveis pelo desejo por doces em determinados momentos do dia, precisamente uma das principais causas de ingestão exagerada de calorias provenientes de açúcares refinados.

Dados todos estes benefícios, penso que podemos ganhar muito, e não temos nada a perder com o simples fato de adicionar o consumo de Gymnema Selvagem ao tratamento tradicional do diabetes. Além disso, devemos continuar acompanhando os estudos feitos para refinar o seu uso e aumentar seus benefícios.

O conteúdo não se destina a ser um substituto de consultas médicas para aconselhamento profissional, diagnóstico ou tratamento. Procure sempre um médico para esclarecer todas as perguntas a respeito da sua doença/enfermidade ou mudanças em seu tratamento.

comments

Sobre o autor

Dra. Montserrat Rodríguez

Dra. Montserrat Rodríguez

25 Comentários

Adiciona um comentário