EMOÇÕES Estilo de Vida SAÚDE

DIABETES NÃO DEFINE O MEU ESTILO

estilo de vida diabetico
Escrito por Sandra Mateu

A moda é parte da minha vida. Como mulher, eu gosto de roupas e acessórios. Eu sonho com as roupas de Carrie Bradshaw. Acredito que a Kate Middleton parece incrível em cada roupa que usa. E eu não perco nenhuma matéria sobre a moda do tapete vermelho!

Você pode pensar que a moda não é tão presente em sua vida, mas na verdade é. A partir do momento que você escolhe que sapatos usar de manhã, ou a maneira de preparar a mesa para o jantar… em todas essas ações diárias, há moda. Eu diria até que, mais do que moda, há estilo. Se você presta atenção ou não, é você quem sabe.

Todos nós temos direito a essa decisão. A designer Coco Chanel tem uma citação maravilhosa que diz: “Quanto cuidado se tem quando se decide não ser algo, mas ser alguém.” Não se preocupe com o que você tem ou com a situação pela qual você está passando, se preocupe com quem você é e quem você quer ser.

Às vezes, as circunstâncias tentam definir ou delimitar de quanto estilo podemos desfrutar; dinheiro, relacionamentos, emprego e até mesmo saúde. Não há dinheiro para isso, ele não gosta daquela saia, eu tenho que usar uniforme, a minha bomba aparece em todas as roupas, etc.

Sempre que algum destes pensamentos me vêm à mente ou eu escuto-os ao vivo, eu sigo o conselho do escritor Gore Vidal, “Estilo é saber quem você é, o que você quer dizer, não dando a mínima para o que os outros possam pensar.” Isso significa que se eu tenho diabetes, por exemplo, “Eu sei que sou uma mulher forte, sou capaz de olhar adiante e nada vai me parar.” Isso se aplica a mim quando eu escolho usar calças de moletom para ir ao supermercado ou quando eu me visto para jantar com meu marido . Eu tenho uma escolha e eu decido.

Stacy London, estilista, disse uma vez em uma entrevista para Redbook Magazine, “Como você se veste pode fornecer tantas pistas de como você se sente sobre si mesmo.”

Eu me sinto para baixo, às vezes, como todo mundo. Também é verdade que eu me sinto ótima na maioria das vezes. Por que uma circunstância, situação ou estado deveria ditar o meu estilo? Quem eu represento? Quem eu quero ser? Um problema temporário pode afetar isto. Uma situação permanente pode provocar um impacto, mas nunca irá defini-lo.

London explica que, por vezes, o medo de não ser perfeito paralisa as pessoas. É por isso que alguns de nós não lidamos bem com a nossa imagem e deixamos que o “seja o que for” tome conta. “A verdade é que a perfeição não é parecer com a Gisele Bundchen, mas encontrar um estilo que represente o melhor de si “, disse London. Cada um de nós é diferente e isso deve ser comemorado.

É por isso que eu cuido de mim mesmo. Tento viver uma vida equilibrada praticando uma boa dieta e uma rotina de exercícios. Eu trabalho duro todos os dias. Eu cuido da minha família. Eu não mereço olhar o meu melhor? Claro que sim. Quando você olha o seu melhor, você se sente melhor e todos nós temos esta possibilidade.

“Estilo não é apenas olhar e sentir-se bem – é ver como o caminho para alcançar seus objetivos está sempre disponível para você, e aceitar o que é seu “, Stacy London.

comments

Sobre o autor

Sandra Mateu

Adiciona um comentário