Controle do Peso Diabetes tipo 2 EMOÇÕES SAÚDE

DIABETES E SAÚDE: COMO CONTROLAR O ESTRESSE

diabetes e stress
Dra. Maritza Bendayan

Todos nós já passamos por situações de estresse.

A Associação Americana de Psicologia define estresse como a resposta automática e natural do nosso corpo para situações que são consideradas ameaçadoras ou desafiadoras.

O estresse pode afetar pessoas de qualquer idade, sexo e circunstâncias pessoais. Ele pode nos motivar a realizar determinadas tarefas, mas também pode levar a problemas físicos e/ou psicológicos.

Os mecanismos de resposta interna do corpo humano, como suor frio, aceleração dos batimentos cardíacos, o desejo de fugir, etc., são reações causadas por hormônios que os cientistas acreditam que ajudaram nossos ancestrais a lidar com as ameaças e incertezas do mundo em que viveram.

As pessoas podem superar esses episódios de estresse usando as defesas naturais do organismo para se adaptar às mudanças, e adotando comportamentos saudáveis. No entanto, o estresse constante, por um longo período de tempo, se não tratado, pode ter consequências adversas para a saúde, entre eles, ansiedade, insônia, dores musculares, pressão alta e um sistema imunológico enfraquecido.

Pesquisas mostram que o estresse pode contribuir para o desenvolvimento de doenças tais como a doença cardíaca, depressão e obesidade.

Algumas das estratégias usadas para se administrar o estresse são:

A. Detectar as fontes de estresse ou diagnosticar o que está causando isso.

B. Esclarecer seus objetivos. Identifique o que você realmente quer para sua vida, e se concentre nisso.

C. Bons pensamentos. O que você pensa influencia suas emoções. Se você pensar positivamente, sua vida vai continuar no caminho certo.

D. Exercite-se regularmente para aliviar a ansiedade.

E. Alongamento. Tudo o que sentimos tem uma manifestação física. Relaxe seus músculos e sinta-se menos tenso.

F. Aprender a respirar. Quando você se sente ansioso, a respiração torna-se rápida e curta. Isto indica que o corpo está em modo de lutar ou fugir, resultando na sensação de pânico. É fácil enviar uma mensagem para o corpo a relaxar, simplesmente acalmando o ritmo da respiração.

G. Praticar auto-massagem e aplicar leve pressão nas têmporas relaxa os músculos em outras partes do corpo, especialmente no pescoço.

H. Tirar pequenas férias. Olhe em direção a uma montanha próxima ou feche os olhos e visualize-se deitado na areia quente em sua praia favorita, com uma brisa fresca que vem do mar, e as ondas batendo suavemente na praia. É incrível o que a imaginação pode fazer para te ajudar a relaxar.

comments

Sobre o autor

Dra. Maritza Bendayan

Dra. Maritza Bendayan

Ela é psicóloga clínica, com especialização em psicoterapia cognitivo-comportamental. Possui mais de 30 anos de experiência fazendo parte de equipes multidisciplinares para o gerenciamento de Conduta, Desenvolvimento e Neurociência Infantil; Endocrino-pediatría, controle do Diabetes e Obesidade.

Adiciona um comentário