Conceito Básicos Diabetes Gestacional Diabetes tipo 1 Diabetes tipo 2 Hemoglobina A1c SAÚDE

EXAMES DE SANGUE PARA DETECTAR DIABETES

exames diagnostico diabetes
Dr. César Giral
Escrito por Dr. César Giral

Muitas pessoas recebem o diagnóstico e ficam sabendo que têm diabetes por meio de exames de sangue realizados para outros fins ou através de um exame médico geral. Em outros casos ainda, os exames laboratoriais são realizados por requisição médica com base nos sintomas do paciente e/ou na presença de fatores de risco. Os resultados destes exames tendem a ser rápidos e a interpretação dos dados é feita com base em um perfil obtido através do exame físico e da história clínica de cada indivíduo.

Aqui apresentamos os testes mais comuns e seu uso prático:

1. Glicemia em jejum

Glicemia em jejum é um valor obtido através do processamento de uma amostra de sangue colhida no período da manhã, depois de descansar durante a noite e sem a ingestão de alimentos sólidos ou líquidos (exceto água), pelo menos nas últimas 8 horas.

Devemos lembrar que a quantidade de glicose no nosso sangue flutua naturalmente dentro de uma determinada faixa de valor que é considerada “normal”. Os valores mais elevados são observados pela ingestão do café da manhã e os valores mais baixos com o estômago vazio. Normalmente, após a ingestão de alimentos, se os mecanismos reguladores do nosso corpo estiverem funcionando adequadamente, o valor de glicose no sangue não deve ultrapassar 200mg/dl (miligramas por decilitro). Se for feito com o estômago vazio, o valor da glicemia não deve exceder 100mg/dl para ser considerada normal.

O que significa um valor de glicemia em jejum alterado?

a. Glicemia em jejum menor do que 70mg/dL considera-se hipoglicemia.

b. Um resultado entre 70 e 100mg/dL é considerado normal.

c. Valores entre 100 e 125mg/dl, considera-se alto e é, portanto, uma indicação de pré-diabetes. Neste caso, é preferível repetir o exame, ou realizar um teste de tolerância à glicose para avaliar mais precisamente a capacidade metabólica para administrar glicose. Isso irá confirmar se há pré-diabetes e permitir que certas medidas terapêuticas sejam tomadas. Neste ponto, o critério médico e uma boa comunicação entre médico e paciente são de extrema importância para se obter sucesso nesta situação.

d. Um teste de glicose em jejum com um valor maior que 125 mg/dL deve ser considerado como um grande indicativo de diabetes. Se um segundo teste mostrar esses resultados, o diagnóstico é confirmado. Nos casos em que o primeiro número obtido for superior a 200mg/dL e surgirem sintomas indicativos de diabetes (fome, sede frequente, aumento da frequência de micção e perda de peso), um segundo teste normalmente não é necessário.

É importante esclarecer que em pessoas com diabetes, os níveis de glicemia em jejum podem se apresentar um pouco acima do normal, e pode ser considerado aceitável até 140mg/dl (sem ingestão de alimentos).

2. Teste de Tolerância à Glicose

Este teste é utilizado com menos frequência porque custa mais e é mais complicado de realizar. É feito através da medição dos níveis de glicose no sangue em jejum, de um ou duas horas após a ingestão de um líquido adocicado contendo 75 gramas de açúcar. Uma vez que os sintomas do diabetes do tipo 1 são muito claros, este teste geralmente é utilizado para a detecção do diabetes tipo 2 ou diabetes gestacional.

Estes dois testes de glicemia no sangue são importantes para o diagnóstico de pré-diabetes e diabetes tipo 2 – desde que a interpretação seja feita dentro do contexto de dados obtidos na história clínica e exame físico do paciente em questão.

Em outros artigos, vamos compartilhar ferramentas adicionais para o controle e observação continuada do diabetes, incluindo os testes de glicemia capilar e hemoglobina glicosilada.

comments

Sobre o autor

Dr. César Giral

Dr. César Giral

Cirurgião Oftalmologista, Defensor do Diabetes, Executivo de New Mídia e Entusiasta em Mídia Social. Como cirurgião profissional por mais de 20 anos, Cesar escreve seus artigos com um olho clínico e nos fornece informação profissional e atualizada sobre o diabetes.

2 Comentários

Adiciona um comentário