Conceito Básicos Conceitos Básicos Controle do Peso Controle do Peso Diabetes tipo 2 NUTRIÇÃO SAÚDE Saúde Cardiovascular Vegetais

A CEBOLA E SEU EFEITO HIPOGLICEMIANTE

beneficios cebola glicemia
DiabeTV Brasil
Escrito por DiabeTV Brasil

É muito difícil imaginar a vida sem cebola; este bulbo vegetal foi incorporado em quase todas as cozinhas. O sabor picante e cheiro forte preencheram e preenchem até hoje todos os lares em um ponto ou outro. No entanto, o gosto não é a única razão pela qual as culturas de todo o mundo adicionaram este delicioso vegetal em suas dietas. Pessoas de todas as épocas também têm usado cebolas para fins medicinais.

A origem da cebola é um assunto controverso que tem dividido a opinião de muitos pesquisadores. Eles estão divididos entre a Ásia Central e o Oriente Médio. No entanto, evidências recentes têm mostrado que o vegetal pode ter crescido de forma selvagem em todo o mundo e não ter um lugar específico de origem. A única coisa na qual eles concordam a respeito disso, é o fato de que esta planta tem sido cultivada ao longo dos séculos e até mesmo está descrita no texto Sumério.

A cebola tem sido extremamente popular ao longo dos anos devido a seus benefícios para a saúde, porém, alguns deste benefícios são um tanto exagerados, mas outros foram comprovados cientificamente. Este vegetal sensacional está relacionado com a família Allium, que tem muitos parentes pungentes, devido ao seu alto teor de compostos sulfurosos. Um estudo recente sobre a cebola mostra que o seu teor de enxofre reduz os níveis de colesterol, triglicérides, e pode produzir uma propriedade anticoagulante.

Como a maioria dos vegetais, a cebola contém uma quantidade moderada de antioxidantes, com o mais prevalente sendo a quercetina. Este flavonóide também tem características anti-inflamatórias que ajudam a evitar danos celulares causados ​​pelos radicais livres. Uma nova pesquisa mostrou que a quercetina também tem propriedades antibacterianas, porém, os experimentos foram feitos apenas em doenças da gengiva.

Há ainda traços de cromo na cebola que não é bem conhecido, mas necessário para uma saúde de qualidade, pois participa ativamente do metabolismo de carboidratos, principalmente co-atuando com a insulina, melhorando assim a intolerância à glicose. Embora a quantidade diária necessária deste mineral seja pouca, uma parte da população brasileira sofre de uma leve deficiência de cromo, o que também ocorre nos EUA. Essa deficiência pode levar a sintomas semelhantes ao diabetes tipo 2 e aterosclerose. A necessidade diária de cromo é de:

• homens 19-50 anos, 35 microgramas (µg) por dia; mais de 50 anos, 30 µg por dia

• mulheres 19-50 anos, 25 µg por dia; mais de 50 anos, 20 µg por dia

Este delicioso vegetal é uma fonte rica deste mineral, e consumir as quantidades adequadas pode ajudar a elevar o HDL (bom colesterol), que por sua vez impede a doença cardiovascular. Normalmente em uma única porção de cebolas existe cromo suficiente para suprir as necessidades diárias.

Devido ao seu baixo teor calórico, baixo índice glicêmico (IG) e propriedades antioxidantes, pode ajudar a aliviar os sintomas do diabetes. Nós, do DiabeTV recomendamos adicionar este incrível vegetal em seu plano de alimentação, mas caso tenha alguma dúvida, fale com o seu médico ou nutricionista.

comments

Sobre o autor

DiabeTV Brasil

DiabeTV Brasil

9 Comentários

Adiciona um comentário