DIABETES E NUTRIÇÃO: BENEFÍCIOS DOS ASPARGOS


 FOTO POST

 

Muitas vezes lemos ou ouvimos especialistas em nutrição declarar que a comida é o nosso melhor remédio. E isso vem sendo confirmado diariamente com dados de estudos científicos dedicados a descobrir as propriedades curativas de certos alimentos. Hoje vamos nos concentrar nos ASPARGOS, este majestoso e delicioso vegetal que ninguém imaginava ter propriedades curativas para o diabetes tipo II.

Em 2012, um estudo realizado na Universidade de Karachi, no Paquistão, demonstrou definitivamente que o consumo de extrato de aspargos aumentou a produção de insulina no pâncreas de ratos, nos quais haviam sido aplicadas injeções especiais para exibir o perfil típico de diabetes tipo II. O estudo revelou que em 85% dos casos, a produção de insulina aumentou significativamente com uma diminuição correspondente dos níveis de glicemia.

Além disso, sabemos ainda que a associação entre o diabetes tipo II e a obesidade ou doenças cardiovasculares é muito comum, e através de um aumento da ingestão de fibras, podemos atingir uma perda de peso eficaz e a diminuição do colesterol, melhorando as condições de quem tem estas doenças. Com espargos temos um meio ideal para aumentar a ingestão de fibras, vitaminas B e zinco, minerais necessários e fundamentais para manter uma boa função celular.

Embora o ideal seja consumir vegetais em seu estado natural – cru ou ligeiramente cozido – também é uma boa ideia usar aspargos na forma de cápsulas. A razão é que se queremos melhorar uma condição tal como glicose e/ou colesterol elevados, uma propensão para pedras nos rins, etc., é melhor fazê-lo com uma dose elevada de aspargos, que pode ser facilmente adquirido em cápsulas que contêm uma alta concentração do vegetal. Estas cápsulas podem ser encontradas em lojas que vendem suplementos nutricionais, bem como naquelas que trabalham com alimentos naturais. Antes de iniciar um regime com aspargos ou qualquer outro, é muito importante consultar seu médico para determinar se você pode adicionar esta terapia alternativa em seu tratamento regular.

Sempre existe uma possibilidade para incluir espargos nas suas refeições diárias, já que são visualmente elegantes, fáceis de preparar, e seu sabor é tão requintado que não requerem a adição de quaisquer condimentos. A fim de se beneficiar plenamente de todo o seu valor nutritivo, a melhor maneira de prepara-los é cozido no vapor por 4 minutos, ou até que eles se fiquem com uma cor verde brilhante e sua textura firme e ainda “al dente”. Adicionando um molho feito com azeite de oliva, suco de limão e alho fresco, você pode preparar um delicioso prato que maximiza ainda mais os benefícios para a saúde através desses ingredientes adicionais. Quando você for comprar seus aspargos, é muito importante que eles estejam frescos. Além disso, saiba que os aspargos não precisam ser orgânicos, pois são considerados alimentos “limpos”, que podem ser consumidos com segurança, mesmo não sendo orgânicos.

3 comentários

  1. Fabiola werneck

    muito interessante essa sua reportagem.estive nós últimos 3meses morando em Lima Peru e sou diabética e como em lima tem muito aspargos fresco eu preparava pelo menos duas vezes por semana.

    minha taxa caiu de 140 em jejum para 83 e eu estava sem saber o que tinha melhorado tanto e eu emagreci 4 K neste período .

    minha alimentação foi muito saudável e eu também andei bastante.

    Fabiola

     

     

Deixe uma resposta